Game of Thrones foi ao ar em abril de 2011 pela HBO para dramatizar a estória da série de livros “A Song of Ice and Fire”, de George R. R. Martin em forma de seriado.

O episódio piloto deixa claro algumas coisas como o tom adulto (no sentido sexual) com fortes cenas e diálogos sobre sexo, interesses vis como disputa de poder quase como modalidade esportiva, homens e mulheres que nada têm de inocentes ou ingênuos, a malícia assumida como forma de vida numa geografia inóspita dum tempo remoto e esquecido.

Como primeiro episódio, não deixa claro exatamente todo cenário, foca-se mais nos personagens e em suas almas: o que é um ponto fortíssimo pois existe um apelo estereotípico e arquetípico, do qual geralmente autores acabam por não dotar os personagens de nada além de um molde vazio, já nesta primeira impressão ficam claras as personalidades, os princípios e valores de cada um (mesmo quando trata-se de ausência dos mesmos).

A promessa do seriado como meta narrativa é uma disputa por poder entre reinos.

A fotografia é técnica com a função máxima de informar, a trilha sonora é o clássico mas também comercial, a edição é razoável intercalando cenas em diferentes cenários com diálogos ilustrativos, a direção é muito boa, pois apesar da maioria dos aspectos técnicos não alcançarem um nível artístico, por outro lado o roteiro segue um ritmo rápido e é complexo e o elenco todo é de grandes personalidades, os atores exercem papéis expressivos e dos protagonistas aos coadjuvantes, todos são marcantes.

Os criadores da série, David Benioff e D. B. Weiss provavelmente não esperavam um sucesso tão grande ao ponto de se tornar o seriado mais assistido do mundo e também o mais premiado.

Eu gostei muito logo de cara, é uma espécie de Shakespeare à moda antiga, cru e real, longe do romantismo moderno e politicamente correto: humano.

Uma nota 9,0 é justa, não fosse o excesso de técnica com ausência de arte na fotografia e pouca criatividade nas trilhas sonoras eu daria um 10.

Vou mergulhar no seriado de cabeça, porque ele promete.


Se você gostou deste texto, faça uma boa ação
Clique no botão ao lado e faça uma doação
Ajude este blogueiro bonitão a completar sua missão.

Anúncios