O trabalho de fotografia depende boa parte do tempo, do talento de expressão facial e corporal do elenco.

Isso é nítido em Supernatural onde os movimentos de câmera são constantes e os ângulos variam com poucos cortes diretos e funciona graças às expressões de Jensen Ackles e Jared Padalecki, enquanto em Arrow não funciona tão bem, as tomadas de câmera são mais lentas e o personagem é de expressões mais artificiais, Stephen Amell é talentoso, mas seu personagem não é tão expressivo (e deveria ser segundo o HQ), isso atrapalha demais o trabalho da direção de fotografia.

A fotografia enquanto técnica narrativa pode ser dividida inicialmente em três tipos de tomadas de câmera: aberta, média e fechada.

A câmera aberta é a que mostra o cenário como um todo e cumpre a função de situar o expectador, informa onde e quando a cena está acontecendo, como é mais voltada ao cenário e sua situação geográfica, temporal e climática, a atuação tem pouca relevância aqui.

Quando a câmera é média, já se trata da situação em si, neste tipo de tomada os atores geralmente estão mais de corpo inteiro no cenário e aqui depende muito de sua linguagem corporal, se um ator for corporalmente inexpressivo, a cena perderá muito do valor informativo e influirá no todo de forma negativa, subtraindo o valor emocional e tornando o enredo emocionalmente contraditório, este tipo de tomada de câmera já depende mais do talento do elenco.

Por último, quando a câmera é fechada, são as emoções do instante retratadas no rosto do personagem diretamente, aqui entra o trabalho de expressão facial. Quando o ator é fraco em expressões faciais, este tipo de tomada sai completamente prejudicada, pode condenar o todo de uma cena e inclusive estender o prejuízo à uma obra completamente: este tipo de atuação, quando boa pode salvar uma obra ruim e quando ruim pode condenar uma obra boa, é praticamente um dos pontos principais na comunicação, pois informa exclusivamente as emoções.

Na linguagem cinematográfica, a relação da fotografia com a atuação é a relação dos olhos com o objeto observado.

Nas tomadas de câmera aberta e média, são relevantes também a montagem do cenário, mas isto é assunto para outro artigo.

Fica aqui minha dica para os meus leitores diretores e iniciantes no mundo do cinema.


Se você gostou deste texto, faça uma boa ação
Clique no botão ao lado e faça uma doação
Ajude este blogueiro bonitão a completar sua missão.

Anúncios