No primeiro filme o Capitão América, o Caveira Vermelha e a estória da trajetória do herói foram apresentadas ao público. Este filme não é a continuação direta do primeiro, mas acontece logo após Vingadores, a obra que reuniu os heróis da Marvel Comics no cinema após apresenta-los individualmente em seus filmes. Capitão América 2: O Soldado Invernal foi aos cinemas em 2014.

A S.H.I.E.L.D. e a ONU pretendem lançar um programa de segurança que assassinará os terroristas antes que cometam crimes. O programa será assegurado através de porta-aviões aéreos com supremo poder de fogo. O Capitão discorda disso: punir pessoas antes que cometam crimes não participa de seu código ético. Nick Fury gosta do programa, mas descobre que um protocolo de segurança foi violado e que o lançamento pode não ser o que ele tinha em mente. Neste cenário controverso ressurge o antigo inimigo do Capitão: a Hidra. Desta vez com um plano muito mais ardiloso que o anterior, ela não planeja tomar o poder pela força, mas pela destruição interna do país através da corrupção de sua sociedade. A infiltração da Hidra alcançou inclusive os mais altos cargos da S.H.I.E.L.D. e ninguém é mais de confiança. O Capitão não é só o inimigo número da Hidra e da S.H.I.E.L.D. como também é o mais perigoso, mas a organização tem um recurso inusitado: o Soldado Invernal que protegerá as organizações. Para impedir o plano, Rogers terá que passar por ele, mas as surpresas podem ser muito maiores do que supõe o herói.

O roteiro de Capitão América 2: O Soldado Invernal aborda o tema da liberdade num cenário de teoria da conspiração e de Nova Ordem Mundial (NOM). Este tema se desenvolve com o mesmo critério da Guerra Fria conforme apresentado pelo ex-agente da KGB, Yuri Bezmenov em “a teoria da subversão. A única diferença é que no filme é usada por uma organização nazista, enquanto durante a Guerra Fria foi usada (e ainda hoje é) por comunistas: provocar o caos para vender o totalitarismo como solução. Trata-se de causar uma situação na qual o povo tenha que escolher entre liberdade e segurança. Não bastando estar ao lado da ONU, a Hidra ainda conta com o senador Stern, que é de esquerda desde o primeiro Homem de Ferro.

Tecnicamente, este roteiro é mais lento que os anteriores, talvez por ter que desenhar um cenário complexo, mas não deixa faltar nenhuma informação para seguir o raciocínio e mantém a linearidade e o ritmo.

Quanto ao elenco, Chris Evans continuou como Steve Rogers (Capitão América) e permaneceu com alta qualidade de atuação. Quem roubou a cena mesmo foi Samuel L. Jackson como o coronel Nick Fury, com uma atuação fortíssima e cheia de personalidade. Os demais foram razoáveis, estiveram bons, não há qualquer demérito na equipe.

A fotografia foi com um esquema de cores bem vivo e os movimentos de câmera acompanharam a velocidade da ação e drama na medida certa. A trilha sonora foi o clássico orquestrado com momentos gloriosos e dramáticos muito bem dosados. A edição foi um trabalho digno de elogios.

A direção dos irmãos Anthony e Joe Russo fez por merecer, orquestrou toda essa equipe incrível e entregou uma película de valor.

A produção de Kevin Feige mais uma vez fez toda diferença. Para um orçamento de US$ 170 milhões, realizou uma receita de US$ 714 milhões. Um grande sucesso nos cinemas sem qualquer dúvida. A obra recebeu 56 indicações para prêmios importantes dos quais ganhou 5. Entre as indicações, o Oscar de Melhores Efeitos Visuais.

É um tremendo blockbuster cuja nota é 10,0 e seguramente 136 minutos muito bem aplicados: este filme é uma recomendação minha.

Trailer de Captain América 2: The Winter Soldier ( Capitão América 2: O Soldado Invernal )

Ficha técnica de Captain América 2: The Winter Soldier ( Capitão América 2: O Soldado Invernal )

Filme Captain América 2: The Winter Soldier ( Capitão América 2: O Soldado Invernal )
Ano 2014
Duração 136 minutos
Produção Kevin Feige, Victoria Alonso, Michael Grillo, Stan Lee, Alan Fine, Louis D’Esposito
Direção Anthony Russo, Joe Russo
Roteiro Christopher Markus, Stephen McFeely

Baseado em Capitão América de Joe Simon e Jack Kirby

Fotografia Trent Opaloch
Música Henry Jackman
Edição Jeffrey Ford, Matthew Schmidt
Elenco Chris Evans, Scarlett Johansson, Sebastian Stan, Anthony Mackie, Cobie Smulders, Frank Grillo, Emily VanCamp, Hayley Atwell, Robert Redford, Samuel L. Jackson
Orçamento / Receita US$ 170 milhões / US$ 714.264.267
Anúncios