John Wick: De Volta ao Jogo é um filme de 2014.

Um renomado assassino aposentado e decadente chamado John Wick tem sua mulher assassinada pela máfia e quando tenta se manter longe do mundo do crime, o mundo do crime meche com sua vida e o traz de volta para o jogo. Antes de morrer a mulher de John deixa-lhe um presente, uma última lembrança que é capaz de recuperá-lo, mas Iosef Tarasov, o filho de Viggo Tarasov, um chefe da máfia, acaba com a esperança de Wick. O assassino dentro de si acorda e a máfia terá que enfrentar o maior de seus problemas.

O roteiro é um pouco lento, o filme demora um certo tempo para começar, mas se faz necessário para apresentar o personagem pelas informações fornecidas em diálogos de coadjuvantes e quando a ação chega, chega para valer. O dilema que configura a curva dramática do personagem é a decisão de voltar ou não. O crime lhe deu dinheiro, mas arrancou-lhe a felicidade. Enfrentar a máfia não é exatamente uma redenção, mas um argumento sobre justiça e pena de morte.

Na fotografia predomina um conjunto de cores noturno temperado com boêmio neon que transmite a decadência dos personagens e do submundo do crime. A música é o rock pesado com tons psicodélicos que harmoniza com o cenário proposto. A edição intercala a música e fotografia numa narrativa pesada.

No elenco, Keanu Reeves vive John Wick cuja personalidade lembra em muito outro personagem clássico interpretado pelo ator: John Constantine. Reeves nasceu para este tipo de papel, é insuperável. Alfie Allen interpreta Iosef Tarasov que também tem a personalidade de um outro personagem conhecido interpretado por Allen: o covarde histérico Theon Greyjoy de Game of Thrones, é como um encontro de Theon Greyjoy com Constantine. Willem Dafoe dispensa comentários e atua como o habilidoso assassino Marcus. O ator mais fraco é Michael Nyqvist como Viggo Tarasov que realmente não mergulha no personagem e não convence. Os demais são todos bons com interpretações no mínimo razoáveis.

A direção entregou um filme clichê, mas muito bom, daquele tipo de personagem que se torna referência para quem assiste. Orquestrar este time rendeu no final um resultado que vale a pena ser assistido.

A produção contou com um investimento baixo, de US$ 20 milhões e realizou uma bilheteria baixa também, de US$ 88 milhões, mas o filme foi indicado para 13 prêmios dos quais ganhou 5.

Uma nota 7,0 é justa e uma continuação vale a pena.

Trailer de John Wick: De Volta ao Jogo

Ficha técnica de John Wick: De Volta ao Jogo

Filme John Wick: De Volta ao Jogo
Ano 2014
Duração 101 minutos
Produção Basil Iwanyk, David Leitch, Eva Longoria, Michael Witherill
Direção Chad Stahelski, David Leitch
Roteiro Derek Kolstad
Fotografia Jonathan Sela
Música Tyler Bates, Joel J. Richard
Edição Elísabet Ronalds
Elenco Keanu Reeves, Michael Nyqvist, Alfie Allen, Adrianne Palicki, Bridget Moynahan, Dean Winters, Ian McShane, John Leguizamo, Willem Dafoe
Orçamento / Receita US$ 20 milhões / US$ 88.761.661
Anúncios