Introdução à Nova Ordem Mundial é um livro do autor Alexandre Costa, publicado pela editora Vide. O livro é relativamente curto (133 páginas) e de fácil leitura e entendimento. A segunda edição foi lançada no ano de 2015 e já está esgotada em lojas como a Saraiva.

Alexandre aborda em seu livro uma disputa pelo poder global de 3 frentes: comunismo internacional (também chamado eurasianismo), islamismo e globalismo. O autor dá mais enfoque ao terceiro como financiador comum dos outros dois em ocasiões cuja colaboração mútua se faz necessária. O livro propõe abrir as portas do entendimento do leitor, ativar sua percepção aos detalhes que parecem coincidências, mas que nada de coincidentes possuem: são de fato orquestrados. Ninguém estranha a decadência da sociedade ocidental em termos morais e culturais, ao passo que todos os veículos de comunicação de um mesmo país optem por noticiar espontaneamente as mesmas matérias como se nada mais estivesse acontecendo no mundo ao seu redor? Não, não é coincidência. O autor acusa e fornece evidências como o Project Syndicate, do magnata George Soros que tem em sua folha de pagamento as maiores editoras e emissoras do planeta. As famílias Rothschild e Rockfeller e os demais membros do Clube de Bilderberg, que assuntos tratam à portas fechadas? O que a história conta sobre a influência destas dinastias há mais de um século? Qual foi a influência destes sobrenomes em eventos decisivos da humanidade como as grandes guerras? O que se fez a partir da obra de pensadores loucos e mentirosos? Quais as influências resultantes e quais os agentes em campo nesta guerra que se mostra em frentes religiosas, financeiras, psicológicas e militares? Costa procura demonstrar como até mesmo agências de segurança como a CIA, trabalharam e trabalham ainda hoje financiadas por esta elite global que se considera iluminada para ditar os rumos da humanidade.

Entender que todos os eventos contemporâneos não são espontâneos, mas orquestrados: isto é urgente e o autor é competente.

As mudanças que o mundo sofrerá nas próximas décadas estão todas enunciadas pelos próprios autores e Alexandre deixa isto também claro nos trechos finais de seu livro com inúmeros registros de textos, falas e citações dos mesmos que lastreiam as informações fornecidas no decorrer do texto e eliminam quaisquer acusações de “teoria da conspiração“.

O que o autor promete no início do texto e no título do livro ele cumpre no decorrer da obra e fecha com chave de ouro.

É um dos melhores materiais de introdução ao assunto.

Anúncios