É a compaixão que derrota o moralismo.

A relação pai e filho é geralmente uma linha que começa por uma admiração profunda na infância, na qual o pai é o herói, passa por uma crise própria da adolescência, em seguida por uma ruptura inerente ao início da idade adulta, e alcança uma consideração e companheirismo formidáveis quando o homem está formado e finalmente consegue entender o pai. O problema é que muitas vezes não dá tempo, a vida recusa-se constantemente a seguir as regras formais que determinamos para ela e quando menos esperamos tudo está fora de controle.

Edward Bloom é um homem simples que adora contar histórias de sua vida com altas doses de fantasia que sugerem que está mentindo. William, seu filho, adora ouvir o pai quando criança, se cansa na adolescência, rejeita-o completamente na fase adulta, mas um dia, sem esperar, Edward é acometido por uma enfermidade e para ajudar o pai, não por vontade própria, mas por obrigação moral, William terá que investigar seu passado e descobrir que as histórias que tanto acusou o pai, reservam surpresas tão grandes, mas tão grandes, que a quase totalidade das certezas que carrega sobre seu pai podem não ser tão certas assim.

Peixe Grande é sobre a grandeza de um homem que pratica o amor ao próximo, é sobre o ato de bondade como fio condutor de uma vida real, feliz e de uma existência gratificante.

O filme é baseado no livro Big Fish: A Novel of Mythic Proportions, de Daniel Wallace. A fotografia, trilha sonora, edição e atuação do elenco são dignas e entregam uma película de alta qualidade, perfeita para um momento de reflexão que cabe à qualquer idade: tanto os jovens ocupados em estarem certos sobre tudo o tempo todo, quanto para os adultos que contemplam seus bons velhinhos, presentes ou ausentes.

Big Fish é não só um filme, como uma obra prima de 2003 que chegou ao Brasil com o nome “Peixe Grande e suas Histórias Maravilhosas“. Foi indicado para 69 prêmios entre os quais um Oscar pela trilha sonora de Danny Elfman.

Eu só dou uma nota 10,0 para este filme, por não haver nenhuma maior, e não digo que recomendo este filme, não, eu digo que este é um filme absolutamente obrigatório.

Trailer – Big Fish ( Peixe Grande e suas Histórias Maravilhosas )

Ficha técnica – Big Fish ( Peixe Grande e suas Histórias Maravilhosas )

Filme Big Fish ( Peixe Grande e suas Histórias Maravilhosas )
Ano 2003
Duração 125 minutos
Produção Bruce Cohen, Dan Jinks, Richard D. Zanuck
Direção Tim Burton
Roteiro John August

Baseado em Big Fish: A Novel of Mythic Proportions, de Daniel Wallace

Fotografia Philippe Rousselot
Música Danny Elfman
Edição Chris Lebenzon
Elenco Albert Finney, Ewan McGregor, Billy Crudup, Jessica Lange, Helena Bonham Carter, Alison Lohman
Orçamento / Receita US$ 70 milhões, US$ 122.919.055
Anúncios